Acontece

Lançamentos, eventos literários, últimas dos escritores, novidades sobre livros e um tanto mais... A gente conta o que tem de fresquinho nesse meio

Para que serve esse tal de Shereland?

Vocês já devem ter percebido que o Shereland não é mais apenas um blog , agora é também uma rede de incentivo de empréstimo de livros.

Funciona assim: você se cadastra e adiciona os livros que tem em casa. Seus amigos fazem o mesmo. A partir daí, poderá espiar as estantes alheias e, quando se interessar por um título, pedi-lo emprestado. O Shereland coloca você e seu amigo em contato.

Calma, a seguir a gente explica tudo com mais detalhes:

1. Cadastre-se gratuitamente no Shereland

Na página inicial do Shereland, você pode preencher um rápido cadastro ou simplesmente cadastrar-se com sua conta do Facebook.

shereland-1.gif

Se optar pelo cadastro manual, é muito importante que memorize o seu nome de usuário e sua senha, pois é com eles que você passará a se autenticar no site. 

Não esqueça: use nomes simples para usuário - sem acentos, espaços, traços ou pontinhos, ok?

2. Passeie pelo nosso Banco de Livros

No seu primeiro acesso autenticado ao Shereland, você será encaminhado ao Banco de Livros, onde poderá passear pelas obras e selecionar as que você tem, está lendo, quer ler ou já leu.

shereland-2.gif

Os livros selecionados por você irão para as prateleiras correspondentes da sua estante virtual.

shereland-3.gif

Atualmente, temos mais de cem obras cadastradas e, pouco a pouco, estamos colocando mais. 

Se a publicação que está buscando não está no banco, sem problemas! No Banco de Livros, clique em Adicione um livro no alto da página e escreva apenas o título da obra. 

shereland-4.gif

A equipe do Shereland completará os dados do exemplar o mais rápido possível ;)

3. Adicione seus amigos

Clique no segundo ícone do menu do Shereland para "Buscar amigos". 

shereland-5.gif

Você visualizará todos os internautas cadastrados no Shereland. Para compartilhar sua estante com alguém, acesse o perfil correspondente e clique em Adicionar amigo.

shereland-7.gif

Quando você tiver solicitações de amizade, verá uma marcação numérica no menu principal.

shereland-8.gif

Quanto mais amigos você tiver, mais obras terá disponíveis para empréstimo, então convide seus amigos do Facebook para se cadastrarem no Shereland.

shereland-9.gif

4. Compartilhem seus livros

Agora que você já cadastrou seus livros e adicionou seus amigos, é hora da diversão!

Acesse seu Painel (no primeiro ícone do menu do Shereland) e verá todos os livros que seus amigos querem compartilhar.

shere1.gif

Se estiver a fim de ler alguma, clique em Ações no alto da capa da obra e em Pedir livro para Fulano.

shereland-0.gif

Você e seu amigo receberão um e-mail de solicitação de empréstimo. O contato começa assim que um de vocês responde ao e-mail. A partir daqui tudo fica por conta de vocês!

Quando emprestar um livro (pelo Shereland ou não), não se esqueça de acessar a aba Querem emprestado da sua Estante e marcar o nome do livro e da pessoa para quem o empréstimo foi feito.

shere-2.gif

Dessa maneira, você não deixará mais seus exemplares queridos perdidos pelo mundo, eles estarão todos listados na aba Estão emprestados da sua Estante.

5. O que está esperando? Faça o seu cadastro no Shereland clicando aqui 

Deu para entender? Ainda não? Então envie suas críticas, dúvidas e impressões sobre o Shereland ao [email protected], estamos loucos para ouvir você.

Ah, e curta nossa página no Facebook para ficar por dentro dos nossos posts, dicas e muito mais.

Posts relacionados

Rá-Tim-Bum! Hoje é aniversário do Shereland <3
TBR Book Jar: Shereland sorteia qual é o próximo livro que você vai ler
6 versões originais (e politicamente incorretas) dos contos de fadas dos Irmãos Grimm
100 livros mais importantes da literatura mundial, segundo a Revista Bravo
100 livros mais importantes da literatura brasileira, segundo a Revista Bravo
Quer ganhar o livro “Quem é Você, Alasca”?
Mercado literário em 2015: brasileiros compraram mais e por menor preço
#aletradaspessoas : compilamos dedicatórias feitas pelos maiores escritores brasileiros
Mapa das bibliotecas públicas brasileiras
Novidade: Shereland dá dicas dos livros que você vai gostar de ler (mas ainda não sabe)
Sorteio do livro Feia, de Constance Briscoe

Acompanhe o Shereland

Comentários

Ver comentários (0)

Deixe um comentário:

http://

Nenhum comentário. Seja o primeiro!

Corram! Graphic Novel Bidu - Caminhos chegou às bancas

bidu.gif

Iupi! Ontem (14/8), chegou às bancas Bidu - Caminhos, a novidade da fofíssica Graphic-MSP - coleção de HQs feita por artistas diversos com os clássicos personagens da Turma da Mônica.

Nesse volume, Eduardo Damasceno e Luis Felipe Garrocho contam como Franjinha conheceu seu lindo cachorro azul de estimação. 

Veja algumas imagens divulgadas do livro enquanto contamos mais sobre a série nas legendas.

Álbum

Posts relacionados

A gente lê: Retalhos
Espie as primeiras páginas da Graphic MSP do Penadinho (que chega às bancas neste mês)
As imagens de Bidu - Juntos, o novo lançamento do Graphic MSP

Acompanhe o Shereland

Comentários

Ver comentários (0)

Deixe um comentário:

http://

Nenhum comentário. Seja o primeiro!

Saberemos o que rolou com Edward Mãos de Tesoura. Filme ganha HQ!

edward.gif

Eu sei que colocar exclamação no título é um pecado jornalístico, mas essa notícia me deixou realmente empolgada!!!! O filme Edward Mãos de Tesoura, do super Tim Burton, vai ganhar continuação... em quadrinhos.

A minissérie especula, em cinco volumes, como seria a vida do herói vinte anos depois daquele fim triste do longa-metragem em que Edward aparece exilado no castelo, mandando neve para a Kim-Winona. Lembram?

No primeiro exemplar, ele se encontra com a netinha de Kim que, até então, achava que aquele "homem" era uma simples invenção de sua avó.

O lançamento das HQs está previsto para outubro e o preço da revista é de US$ 3,99, mas não sei como nós, brasileiros, vamos conseguir encontrá-la.

O projeto é da IDW Publishing, com texto de Kate Leth e ilustrações de Drew Rausch.

Leia mais sobre HQs no Shereland:
Sabrina, Aprendiz de Feiticeira está virando HQ de terror 
Biografia em quadrinhos de Gabriel García Márquez está chegando ao Brasil 
A gente lê: Os Beats 
A gente lê: Peixe Peludo 
A gente lê: Turma da Mônica em Graphic Novel 

Acompanhe o Shereland

Comentários

Ver comentários (1)

Deixe um comentário:

http://

1 Comentário

Rafael 14 de Agosto de 2014 às 22:02

O filme é muuuuito bom mesmo :)
Vou aguardar pra ver os quadrinhos agora

Conheça a linda história entre Carlos Drummond de Andrade e a filha, Maria Julieta

drummond-maria-julieta.jpg

Hoje é Dia dos Pais. Em vez de eleger personagens fictícios como costumo fazer nessas datas especiais, preferi contar uma emocionante história da vida real que descobri com a ajuda da minha amiga Karina: a de Maria Julieta e de seu pai, Carlos Drummond de Andrade.

O poeta e sua filha única tinham uma relação de extrema proximidade, tanto que ela tentou seguir os passos do pai e chegou a escrever livros. No entanto, nunca conseguiu ser uma escritora aclamada - há quem diga que foi ofuscada pelo talento do progenitor.

Em 1987, Maria Julieta morreu aos 57 anos vitimada por um câncer. A fatalidade foi demais para Drummond, já com 84. No cemitério, ele teria dito a um amigo que sua vida tinha acabado. Doze dias depois - em 17 de agosto -, o escritor sofreu um infarto e morreu, sendo enterrado ao lado da filha no Cemitério São João Batista, em Botafogo, no Rio.

Logo começaram a rolar boatos de que Drummond teria parado de tomar seus remédios para apressar a morte, mas a hipótese foi descartada pelos médicos.

OK, sei que essa história é tristíssima para este dia. Então vamos elevar um pouco o humor.

Maria Julieta entrevista Drummond sobre a morte

Em 1984, Maria Julieta, em sua versão jornalista, entrevistou o pai - que era um homem bem avesso a esse tipo de intromissão. O resultado foi um bate-papo cheio de cumplicidade e até bem humorado, já que a repórter não hesitou em apontar contradições do poeta.

Copio aqui o trecho em que eles falaram sobre morte, mas, se quiser ouvir a conversa na íntegra, os áudios estão disponíveis no site Projeto Memória . 

Drummond: Você não pode imaginar como deus me chateia. Eu não creio nele, creio realmente numa organização natural. (...) A única coisa de que estou convencido é a de que nós morremos de verdade, morremos mortos. A essência humana desaparece, se ela se converte em cinza, em adubo, em qualquer coisa, não é mais a essência humana. Então vamos convir que o homem não é assim tão importante.

Maria Julieta: Você está preparado para a morte?

Drummond: Eu acho que estou. Tanto quanto é possível, porque eu sei lá qual é a sensação que eu vou ter quando eu sentir que estou morrendo. Pode ser uma reação de aceitação ou pode ser de revolta, né?

Maria Julieta: Você acha que sua missão foi cumprida?

Drummond: Minha vida foi feita ao sabor do acaso, né? À minha revelia. Eu me adaptei à vida que me impuseram, que me traçaram. É verdade que eu contribuí pouco para modelar a minha vida. Eu não estudei. Para falar a verdade, eu fico muito espantado quando as pessoas falam dos meus conhecimentos, da minha sabedoria. Não tem nada disso, isso é uma palhaçada. Eu não estudei, fui muito vadio.

Maria Julieta: Um dia você me falou que se considerava um homem feliz.

Drummond: É, nesse sentido, eu me considero um homem feliz, porque eu não fiz força para viver. Eu não sofri grandes traumas na vida. Tive um grupo de amigos que me ajudou muito, que me salvou do desânimo que era uma tendência natural do meu espírito.

Maria Julieta: Eu acho que você dá uma valor excessivo a esses amigos, é inútil ter bons amigos se a pessoa não tem dentro de si a capacidade de se salvar.

Livros relacionados

Fala, Amendoeira

Posts relacionados

Gregorio Duvivier e Matilde Campilho declamam 'Você é a última dos moicanos no pacote'
Carta em que Mário de Andrade comenta homossexualidade agora é do público
Frases e citações de Carlos Drummond de Andrade em Fala, Amendoeira
Filho de peixe... 5 filhos de escritores que também arrasam na literatura

Acompanhe o Shereland

Comentários

Ver comentários (4)

Deixe um comentário:

http://

4 Comentários

Milton Rocha 10 de Agosto de 2014 às 14:39

Ainda bem que temos filhos para "pegar nos pés".

yara 22 de Março de 2017 às 09:35

eu aprende sobre a vida de Carlo Drummond e da filha dele gostei nota
10

Marcia Eloiza dos Santos 1 de Outubro de 2017 às 19:31

Também sinto muitas saudades dessa família que me acolheram em suas casas ..Trabalhei para eles com mto amor .E sempre fui tratada muito bem...pai e filha um amor sem igual.Abraço.

Debora Ferreira Jacinto 13 de Agosto de 2018 às 15:49

CALOR DUMOS MORREU DE QUE

Saraiva lança e-reader Lev para concorrer com Kindle e Kobo

                             lev.png

Na última terça-feira, a Saraiva lançou o o Lev, um e-reader que disponibiliza e-books à venda no site da livraria. Eu ainda não vi o dispositivo ao vivo e a cores, mas consegui pesquisar algumas coisinhas legais. 

Abaixo, comparo o Lev com o e-reader que eu tenho e conheço, o Kindle

  • Preços das obras: percebi que os preços de muitos livros são idênticos na Saraiva e na Amazon, embora esta conceda vantagens de alguns reaizinhos vez ou outra. Vejam só as variações de quatro títulos aleatórios que busquei.
Livro  Na Saraiva  Na Amazon 
 Cinquenta Tons de Cinza  R$ 17,91  R$ 12,51
 A Sangue Frio  R$ 37,05   R$ 37,05 
 Fim  R$22,80   R$22,80 
 Os Homens Que Não Amavam As Mulheres  R$ 21,38  R$ 19,90

  •  Livros da gringa: Não encontrei e-books em inglês na Saraiva

  • Capacidade: Cabem cerca de 4.000 títulos no Lev, enquanto o Kindle armazena apenas 1.000

  • Brinde: O novo e-reader vem com dez livros a critério da Saraiva, um dicionário e ainda permite que você baixe quatro best-sellers. O meu Kindle só veio com dicionários para diversas línguas.

  • Quanto custa? O Lev tem wi-fi, touchscreen, entrada para cartão MicroSD e tem um modelo simples por R$ 299,00 e outro com luz acoplada por R$ 399,00. Esses preços são idênticos aos dos modelos equivalentes de Kindle, mas a Amazon tem ainda uma versão completona com 3G por R$ 699,00.

  • Capinha: No site da Saraiva, o acessário é feito de couro ecológico e  está custando R$ 59,00. As capinhas para Kindle são de couro legítimo, mas custam absurdos R$ 139,00.

Leia mais sobre e-books:
Devo registrar meu Kindle na Amazon.com.br ou na Amazon.com? 
Quer emprestar ou presentear pelo Kindle? Migre sua conta para Amazon.com 

Acompanhe o Shereland

Comentários

Ver comentários (0)

Deixe um comentário:

http://

Nenhum comentário. Seja o primeiro!