A gente lê: Peixe Peludo

A gente lê: Peixe Peludo

peixe-peludo-capa.jpg

Meu amigo Daniel está resolvido a me apresentar às HQs e, dessa vez, me emprestou Peixe Peludo dos brasileiros Rafael Moralez e Rodrigo Bueno.

O texto da contracapa chega a falar em "literatura alcoólica". Mas acho que posso simplificar a história: um peixe-homem muito mal-humorado e nada politicamente correto vivendo num aquário-cidade chamado São Paulo. Enquanto anda sem rumo pelas ruas caóticas, ele pensa desenfreadamente sobre tudo o que não precisa pensar: Cid Moreira, ovos de codorna de botecos ou crianças se empanturrando de brigadeiro em buffets infantis.

De fluência pauleira, li em uma ida de metrô para o trabalho. E aí separei as sacadas de mestre que me fizeram entender por que o Daniel gosta tanto da HQ:

peixe-peludo-john.jpg

  • "... E nem sei mais o que ela me disse, e eu respondi 'Nem sei então...', aí ela falou 'Então tá!!!', e eu respondi 'Então tá então'";

  • "Quando você não tem nada a dizer, basta começar a dizer que as coisas são maravilhosas"

  • "Só quando a coisa aperta que eu digo 'Ai, meu deus'"

  • "Pra esse povinho tudo é arte. Fazer macarrão é arte, comprar fita isolante é arte, papel crepom então, nem se fala, é a arte máxima"

  • "Quem cedo madruga tem muito mais tempo para fazer o mal. Ou para fazer as coisas com má vontade"

  • "Sim, porque todo samba enredo que se preze... tem que ter Cleópatra e Amazônia"

  • "Eu não perdoo o vegetarianismo, eles que venham pedir desculpas pra mim que vão ver o que é bom pra tosse"

  • "Pensando que não posso mudar pra praia porque a areia me incomoda"

    peixe-peludo-churras.jpg

Leia mais sobre quadrinhos no Shereland:
A gente lê: Os Beats 
A gente lê: Turma da Mônica em Graphic Novel 

Livros relacionados

Peixe Peludo

Posts relacionados

A gente lê: Retalhos

Siga o Shereland

Comentários

Deixe um comentário

http://

Nenhum comentário. Seja o primeiro!