Frases e citações de Mia Couto em Terra Sonâmbula

Frases e citações de Mia Couto em Terra Sonâmbula

Image title

Mia Couto é poesia pura em prosa. Por isso, aprendi que antes de começar uma obra do autor, é melhor me certificar de que tenho marcadores o suficiente para destacar frases e mais frases. Vou compartilhar as minhas citações favoritas de Terra Sonâmbula (que resenhei aqui) com vocês. 

"Acendo a estória, me apago a mim.

 

"O sonho é o olho da vida."

 

"Se um dia me arriscar a um outro lugar, hei-de levar comigo a estrada que não me deixa sair de mim."

 

"Não gosto de pretos, Kindzu.
- Como? Então gosta de quem? Dos brancos?
- Também não.
- Já sei: gosta de indianos, gosta da sua raça.
- Não. Eu gosto de homens que não tem raça."

 

"Que pessoa estava em si e lhe ia chegando com o tempo? Esse outro gostaria dele?"

 

"- Não pensa, rapaz. A vida é tão curta, você quer encher ela de tristezas?"

 

"As ideias, todos sabemos, não nascem na cabeça das pessoas. Começam num qualquer lado, são fumos soltos, tresvairados, rodando à procura de uma devida mente."

 

"Aquela noite lhe dera a certeza: os sonhos são cartas que enviamos a nossas outras, restantes vidas."

 

"A morte, afinal, é uma corda que nos amarra as veias. O nó está lá desde que nascemos. O tempo vai esticando as pontas da corda, nos estancando pouco a pouco."

 

"Porque o amor é esquivadiço. A gente lhe monta a casa, ele nasce no quintal."

 

"Você sabe: em terra de cego quem tem um olho fica sem ele."

 

"Afinal, em meio da vida sempre se faz as seguintes contas: temos mais ontens ou mais amanhãs?"

 

"A festa é a tristeza fazendo pino."

 

Posts relacionados

As melhores frases de O Outro Pé da Sereia, de Mia Couto. Qual a sua favorita?
A gente lê: O Outro Pé da Sereia
A gente lê: Terra Sonâmbula, de Mia Couto
Conheça as listas de livros obrigatórios para os principais vestibulares 2016

Siga o Shereland

Comentários

Deixe um comentário

http://

Nenhum comentário. Seja o primeiro!