Frases de Virginia Woolf em As Ondas

Frases de Virginia Woolf em As Ondas

Publicado em 1931, As Ondas é o sétimo romance de Virginia Woolf. A essa altura, Mrs. Dalloway e Orlando já haviam consagrado a escritora, que inclusive conseguia ganhar dinheiro com a literatura!

Algumas resenhas que eu havia lido/ assistido tinham me assustado um pouco, e foi um alívio quando comecei a ler de fato e percebi que dava para entender. Claro, estamos falando de uma Virginia já consolidadíssima naquele estilo reticente que lhe é peculiar. Quero dizer que não espere uma narrativa linear, aliás, não espere uma narrativa, porque As Ondas acompanha os pensamentos de seis colegas - três mulheres (Susan, Rhoda e Jinny)  e três homens (Bernard, Louis e Neville) -, do fim da infância à velhice. Você leu certo: acompanha os PENSAMENTOS. Pois é, a história toda é contado por meio do que cada um está pensando.

É denso, mas é muito bonito, como provam as citações que destaquei no decorrer da minha leitura.

 "Agora vou embrulhar minha angústia dentro do meu lenço. Vou amassá-la numa bola apertada."

"Mas as palavras dele são muito cordiais para serem verdadeiras."

"Serei pelo resto da minha vida alguém que se agarra à franja das palavras."

"As histórias que perseguem as pessoas até seus quartos de dormir são difíceis."

"A gente quer dizer algo, sentir algo absolutamente apropriado para a ocasião. A mente está preparada; os lábios franzidos."

"Também desejo aumentar minha coleção de valiosas observações sobre a verdadeira natureza humana."

"Ainda assim, acho que as melhores frases são feitas na solidão."

"Pessoas diferentes tiram diferentes frases de mim."

"Não se pode viver fora da engrenagem mais do que talvez meia hora."

"Por isso nos agarramos como vermes nas costas de qualquer coisa que nos carregue."

"É preciso passar espetáculos de maneira suave e exata entre as páginas do romance, amarrar maços de cartas asseadamente com seda verde, e varrer as cinzas com a escova da lareira. Tudo deve ser feito para exprobrar o horror da deformidade."

"Se pudesse prolongar essa sensação por mais seis polegadas, pressinto que poderia tocar algum território estranho. Mas minha tromba é muito curta."

"Inventei milhares de histórias; enchi incontáveis cadernos de notas com frases para serem usadas quando eu tivesse encontrado a verdadeira história, aquela história única, aquela à qual todas essas frases se referem. Mas nunca encontrei tal história. E começo a perguntar: haverá histórias?'

"Como roubaram de mim os espaços brancos que há entre uma hora e outra, enrolando-os em migalhas sujas, e jogando-os no cesto de papel, com suas patas gordurentas. Mas aquilo era a minha vida."

"a prudência das pessoas atravessando ruas; a universal determinação de continuar vivendo, quando na verdade, tolos e imbecis, disse eu, qualquer telha pode cair de um telhado, qualquer carro pode dar uma guinada, pois não há rima nem razão quando um bêbado cambaleia com um porrete na mão - isso é tudo."

"Terça-feira, vem depois da segunda; quarta após a terça. Cada dia espalha a mesma ondulação. O ser vai crescendo em anéis, como uma árvore, há folhas caindo."

Livros relacionados

As Ondas

Posts relacionados

Frases de Virginia Woolf em O Quarto de Jacob
A gente lê + Frases feministas de Virginia Woolf em Um Teto Todo Seu
11 frases de Virginia Woolf em Noite e Dia
O que é um clássico?, por Virginia Woolf
As sete melhores frases de Virginia Woolf em Mrs. Dalloway

Siga o Shereland

Comentários

Deixe um comentário

http://

Nenhum comentário. Seja o primeiro!