13 razões para ler "Os 13 Porquês" de Jay Asher

13 razões para ler "Os 13 Porquês" de Jay Asher

por Juliana

Depois de muito procurar, consegui encontrar e ler Os 13 Porquês (Thirteen Reasons Why), de Jay Asher. Vai um resumo rápido: o estudante Clay Jensen recebe pelo correio um pacote de fitas cassetes gravadas por sua colega de classe Hannah Baker - a aluna que cometeu suicídio. As fitas guardam histórias dos 13 responsáveis por seu fim trágico, e Clay só quer entender qual sua parte nisso.

Na onda do tema do livro, vamos para as treze razões para você ler:

1- História em formato diferente

As memórias gravadas em fitas cassete são descritas em itálico e ficam entre as reações de Clay no presente. Isso torna a leitura bem leve e rápida. Ideal para aquele momento transporte público, para ler no metrô ou quando você realmente quer engatar numa leitura. 

2- Não é mais um romance água com açúcar

OK. Não chega a ser um romance. É mais sobre relações de um modo geral, mas você pode interpretar isso como coleção de desilusões amorosas e afetivas.

3- Baseado na mente de um suicida 

O autor teve a inspiração de seu livro após um caso em sua própria família. Ele conversou com a adolescente e transferiu alguns de seus pensamentos para "13 Porquês". Alguns motivos podem até te irritar um pouco ("não acredito que ela achou ISSO o fim do mundo"), mas certamente vão abrir um pouco sua mente para o assunto. A conclusão que cheguei é que as razões que levaram ao suicídio de Hannah Baker são menos importantes do que o fato em si. Como ela lidou com tudo o que aconteceu é que deve ser seu foco de leitura.

4- Efeito Borboleta

Quem gosta de toda a ideia "Efeito Borboleta" de ser, na qual pequenas ações influenciam drásticamente o universo, vai curtir o centro de "13 Porquês" e ficar maluquinho imaginando como você influenciou na vida daquela pessoa que passou do seu lado no ônibus, seus amigos de infância, ficantes...

5- Um pouquinho de autoajuda séria

"O que fazer com uma namorada com depressão?" "Como saber que alguém quer se matar?" "Às vezes penso em morrer... isso é normal?" Esse tipo de pergunta chove na internet e se você se identificar com Hannah Baker ou com as situações do livro, pode ser uma luz para procurar ajuda ou dar aquela força para um amigo. 

one good reason.jpg

6- Suspense imersivo

Uma vez que você começar a ler 13 Porquês, eu te desafio a fechar o livro antes de descobrir todas as razões de Hannah Baker. Uma coisa é fato: os motivos são surpreendentes (de forma tanto positiva quanto negativa, pois você pode acabar se decepcionado se imaginar demais) e até você chegar no décimo terceiro nome vai ser difícil desgrudar.

7- Ótimo sick-lit

Se você já é um fã de sick-lit, pode pular todos os outros motivos. Pessoas que têm esse amor por histórias mais dramáticas vão ter os olhinhos brilhando do começo ao fim.

8- Reflexões positivas e mensagem final

Se nunca tiver enfrentado nenhuma situação parecida como sugerido acima, você pode usar como oportunidade para valorizar a própria vida e presentear a obra para que alguém pense a respeito. A mensagem do livro também é para os amigos, incentivando que todos sejam um pouco mais gentis (mas sem ser hipócrita como a maioria da bondade de Extraordinário).

FitaK7.jpg

9- Preocupa-se com inconsistências

"Ah fala sério. FITAS CASSETES? E se eu não passar a fita? Como ela sabia que ele foi para lá?" Todas essas perguntas têm explicações, ou pelo menos o autor tenta deixar todas claras.

10- Sem "maioria da bondade" soa verdadeiro

Depois de Extraordinário, essa coisa de "seja gentil com o próximo e ele será com você" me dá calafrios. 13 Porquês não cai no ridículo de trazer personagens completamente arrependidos após serem acusados de causar a morte da colega. Esse ponto poderia ter sido muito melhor explorado, mas é possível perceber que houve um esforço de não vitimizar ninguém.

11- Hannah Baker

A personagem suicida pode não ser a mais empática de todas, mas ela não é tão genérica. Não é irritante ler seus pensamentos. Na verdade, os motivos que parecem os mais improváveis para alguém tomar essa decisão são os que tornam a personagem, de certa forma, única, e distancia de alguns clichês. Por outro lado, você pode vê-la como uma Mary Sue. Vale a leitura para tirar suas conclusões.

selena

12- Pode ganhar filme

Parece difícil que o projeto seja retomado, mas em 2011 foi anunciada uma adaptação estrelada por Selena Gomez. Se isso acontecer, você não vai precisar correr atrás do livro em cima da hora.

13- :D Dá pra pedir emprestado. Cadastre-se no Shereland e confira se alguém possui o livro.



Livros relacionados

Os 13 Porquês

Posts relacionados

Sua Voz Dentro de Mim é o diário de uma maníaco-depressiva que ama o psiquiatra
Extraordinário não é sobre bullying, é sobre a gentileza com o próximo
Dez motivos para ler 'A Lista Negra', de Jennifer Brown
20 frases do livro Memórias de uma Gueixa
Resenha negativa e com spoilers de Quem é Você, Alasca?, do John Green
Livro 13 Porquês virou série da Netflix

Siga o Shereland

Comentários

Deixe um comentário

http://

1 comentário

Rafael 10 de março de 2015 às 16:33

Carambas. Nunca tinha ouvido falar, mas pareceu bem interessante. Principalmente essa ideia do "Efeito Borboleta". Já está na minha wishlist :)