Frases de Virginia Woolf em O Quarto de Jacob

Frases de Virginia Woolf em O Quarto de Jacob

O Quarto de Jacob é o terceiro romance de Virginia Woolf, mas o primeiro que pode ser considerado modernista.

Se nas obras anteriores Virginia seguia uma linha narrativa tradicional (com começo, meio e fim), aqui a história fica em segundo plano. O que manda são as divagações realizadas enquanto a narradora parece sobrevoar um espaço, parando vez ou outra para observar um desconhecido e decolar novamente.

Já vou avisando: não ler essa obra é tarefa fácil - chegou uma hora que parei tudo e voltei desde o começo -, mas é recompensador e genial quando acaba. Deem uma olhada nessas frases que destaquei:

"Não era muito infeliz; como já tivesse quarenta e cinco anos talvez nunca chegasse a ser muito infeliz, quer dizer, desesperada mente infeliz"

"Ninguém vê ninguém tal qual é - exceto uma senhora idosa diante de um estranho no vagão de trem"

"E ela guardava suas emoções no peito como um avarento. Não gastara nem uma moedinha em todos esses anos"

"A vida é muito agradável, embora infortunadamente haja grande número de imbecis por aí"

"Não são catástrofes, assassinatos, mortes, enfermidades que nos envelhecem e matam; é o modo como as pessoas olham e riem, e sobem correndo os degraus do ônibus"

"O estranho em relação à vida é que, embora sua natureza deva ter sido evidente para todo mundo há centenas de anos, ninguém deixou registro adequado"

"Sem dúvida, nossa vida seria muito pior sem o nosso espantoso talento para a ilusão"

Livros relacionados

O Quarto de Jacob

Posts relacionados

11 frases de Virginia Woolf em Noite e Dia
As sete melhores frases de Virginia Woolf em Mrs. Dalloway
A gente lê + Frases feministas de Virginia Woolf em Um Teto Todo Seu
O que é um clássico?, por Virginia Woolf
Frases de Virginia Woolf em As Ondas

Siga o Shereland

Comentários

Deixe um comentário

http://

Nenhum comentário. Seja o primeiro!