7 motivos pra baixar O Capricórnio Se Aproxima, de Flavio Cafiero

7 motivos pra baixar O Capricórnio Se Aproxima, de Flavio Cafiero

1. O texto de Flavio Cafiero é literatura brasileira da boa

E quando penso em literatura brasileira da boa, me refiro àquele texto gostoso que, mesmo que tenha dor e melancolia, tem também um leve humor. 

2. O Capricórnio Se Aproxima fala sobre um mundo que está logo aqui

João, o personagem principal, é um taxista carioca que acabou de ter aulas de inglês para receber os gringos para a Copa do Mundo. A esposa dele faz sobremesas para vender a restaurantes, mas, depois de uma briga entre o casal (ele acha que está sendo traído), ela diz que vai para Trindade vender artesanato. Não é maravilhoso quando a gente tem a impressão que o personagem poderia ser nosso vizinho?

3. As lembranças de João vão fazer você se divertir

O enredo se desenrola no presente do João ciquentão que, como falei, está em crise no casamento. Mas muitos capítulos trazem as lembranças do pequeno João, e é aí que está toda a graça. O menino cresceu rodeado de adultos que tentavam camuflar a realidade por meio de códigos pra lá de estranhos. Tipo: quando os pais de João se arrumavam para sair sexta à noite, diziam que estavam indo 'comer pudim de pão'; dois homens muito chegados eram 'vendedores de enciclopédia' e por aí vai. Alías, a tal da 'aproximação do capricórnio' é um desses códigos, mas não vou dar nenhum pista, porque, quando você desvendá-lo, vai entender também qual é o real mote do livro (e que a crise matrimonial de João era o menor dos problemas).

4. Não existe nenhum adjetivo no livro

O Capricórnio
 foi o primeiro lançamento do selo JOTA, projeto da e-galáxia (editora parceira do Shereland)  que propõe restrições de escrita para desafiar jovens escritores. Legal, né? Outras regras seguidas por Cafiero nessa narrativa foi a inclusão de um numeral e de todas a letras do alfabeto em cada capítulo.

5. Pra ser lido em uma sentada só

Junte um texto fluido, com uma história intrigante. Pois é, as sessenta 'páginas' do e-book vão que vão. Eu comecei a ler altas horas da noite, estava morrendo de sono e, mesmo assim, não consegui largar..

6. Flavio Cafiero fez o que você não tem coragem de fazer

Sabe aquela lenda do empresário bem-sucedido que abre mão de tudo para seguir o sonho? Pois é, o autor foi executivo numa grande empresa, até o dia em que decidiu viver da escrita. Depois de chutar o pau da barraca, Cafiero foi fazer uma oficina com a grande Noemi Jaffe (aliás, curadora do selo JOTA), que ficou impressionada com o talento do moço. Leia mais sobre a guinada de Cafiero nessa reportagem do O Globo.

7. Dá para baixar por um preço bem amigo

O livro está disponível no formato digital, e você pode baixar por R$ 5,90 na loja Kobo. Não tem um Kobo? Não precisa! Eu também não tenho, mas baixei o aplicativo no meu celular e no meu computador e achei a experiência bem tranquila. Com o tempo, você começa a entender o app, aumenta a letra, muda o contraste da tela e tudo vai melhorando, pode acreditar ;)

Clique aqui e veja onde você pode comprar o livro digital, além de mais informações sobre o selo JOTA

Livros relacionados

O Capricórnio Se Aproxima

Posts relacionados

Para onde me levou Os Viajantes & Outras Narrações Breves, de Ronald Polito
5 frases de Ricardo Lísias que explicam Fisiologia da Idade

Siga o Shereland

Comentários

Deixe um comentário

http://

2 comentários

Cristina 4 de outubro de 2016 às 17:04

O que é "um leve humor"?

Gabriela 4 de outubro de 2016 às 17:26

Para mim, um 'leve humor' é uma graça não escancarada, despretensiosa. Aquele toque jocoso que paira nos textos da maioria dos escritores brasileiros que admiro. Acho que esse é um traço muito característico da literatura brasileira - lembrando que sou apenas leitora, não estudo literatura. <br />Acha que o termo foi mal empregado?