Frases de Tati Bernardi em Depois a Louca Sou Eu

Frases de Tati Bernardi em Depois a Louca Sou Eu

Acho que o maior clichê ao se mencionar Tati Bernardi é dizer que ela é um fenômeno na internet, mas não dá pra fugir disso. Eu só fui ouvir falar dela quando comecei a usar Twitter e Facebook e ver suas frases serem incansavelmente compartilhadas. Sobre a publicação de seu novo livro, Depois a Louca Sou Eu, não foi diferente: fiquei sabendo pela minha timeline.

Apesar da escritora paulista de 37 anos ser, entre outras coisas, colunista na Folha de S. Paulo, não considero Depois a Louca Sou Eu uma reunião de crônicas, porque todos os textos (curtos, é verdade) têm um assunto muito bem pré-determinado: as neuroses de Tati. Em entrevista recente, ela disse que até hoje não foi diagnosticada com nada em específico, mas, no livro, cita ataques de síndrome de pânico, fobias diversas e muitas crises de ansiedade (nos levando a desconfiar de uma hipondriazinha) que culminaram em um relacionamento instável com ansiolíticos (o livro iria se chamar Quem Ri Por Último, Rivotril).

Acho que muita gente pode se identificar com os texto. Se não, pelo menos vai rir, porque Tati é engraçada (escreveu o filme Meu Passado Me Condena, com Fábio Porchat, por exemplo) e é muito boa para montar tiradinhas geniais (acho que por causa de seu passado na publicidade). Li rapidinho, mas confesso que não amei o tempo todo. Particularmente, me sinto incomodada quando julgo que a pessoa está glamourizando problema.

Em todo caso, selecionei algumas frases do livro que se destacaram para mim, até porque, como disse antes, Tati é boa de frase:

"Não é de mãe nem de amor que precisamos, mas dessa coisa que ficou guardada na nossa cabeça como a entidade mãe ou a entidade amor. O socorro que não existe."

"Nada é mais transparente que má vontade em mulher feia."

"Eu havia passado pela situação mais ridícula da minha vida e, no entanto, o mundo seguia igual."

"Cresci acreditando que a maior forma de amor é alguém sempre te entregar as coisas muito higienizadas."

"A palavra (grupo) encerra em si o pior que a existência pode produzir: acúmulo humano."

"Tirar de um ser humano seu direito a cagar quando bem entenderm é cem vezes pior que qualquer solidão."

"Pois é, meu amigo, parecia maturidade, mas era só remédio."

"Tenho medo de ser mulher porque mulher é toda aberta a fungos e promessas."

"Felicidade só existe quando é 'inha'. Porque 'feliz pra cacete' é uma tristeza enorme."

Livros relacionados

Depois a Louca Sou Eu

Posts relacionados

A gente lê: Em Parafusos, Ellen Forney desenha sobre o transtorno bipolar
Sua Voz Dentro de Mim é o diário de uma maníaco-depressiva que ama o psiquiatra
Frases de Tati Bernardi e Ricardo Araújo Pereira na Flip

Siga o Shereland

Comentários

Deixe um comentário

http://

Nenhum comentário. Seja o primeiro!