Gabriel García Marquez está 'muito frágil'. Vamos falar sobre a obra do autor?

Gabriel García Marquez está 'muito frágil'. Vamos falar sobre a obra do autor?

gab_.jpg

Considerado um dos grandes gênios da literatura fantástica, Gabriel García Marquez não está nada bem. No fim do mês passado, o autor de 87 anos foi internado declarado com desidratação e problemas respiratórios. Ele recebeu alta em 8 de abril, mas, desde então, especula-se qual é o seu real estado de saúde, já que a família optou por não tornar as informações públicas.

No entanto, na última segunda-feira (14/4) o jornal mexicano El Universal soltou a bomba. Segundo o órgão, Gabo estaria com um câncer que já atinge seus pulmões, gânglios e fígado. Isto é, ele estaria em casa apenas recebendo tratamento paliativo, não curativo.

A família do escritor não confirma a metástase, no entanto admite que seu estado de saúde é "muito frágil".

Enfim, não adianta especular. Enquanto novas notícias não chegam, o que nos resta é discutir algo que realmente conhecemos: a obra do mestre.

Desafio: afinal, qual criação de Gabriel García Marquez é a sua favorita?

amor-nos-tempos-do-colera.png

É indiscutível que Cem Anos de Solidão seja a obra-prima do autor (falamos mais sobre ela aqui). No entanto, meu romance favorito dele (até agora, pois não li todos) é O Amor Nos Tempos do Cólera. Com aquele toque de fantasia peculiar de Gabo, o livro narra a trajetória do doce Florentino Ariza, que espera até a velhice até realizar sua paixão da adolescência. Leia mais aqui.

O escritor também produziu livros infantis e uma vasta obra jornalística que, no Brasil, foram lançadas em cinco volumes pela Editora Record

Leia mais sobre o gênio:

Gabriel García Marquez comemora os 87 anos cantando e distribuindo borboletas de papel 

Leia mais sobre literatura fantástica:

A gente lê: Antologia da Literatura Fantástica 

Livros relacionados

Do Amor e Outros Demônios
Doze Contos Peregrinos

Siga o Shereland

Comentários

Deixe um comentário

http://

Nenhum comentário. Seja o primeiro!