Chegou a hora de falar sobre Paulo Coelho. Sim, Adultério chegou às livrarias

Chegou a hora de falar sobre Paulo Coelho. Sim, Adultério chegou às livrarias

"Tenho um marido maravilhoso, perdidamente apaixonado por mim, dono de um respeitável fundo de investimentos e que todos os anos - mesmo a contragosto - figura na lista das trezentas pessoas mais ricas da Suíça".

adulterio_.png

Este é o segundo parágrafo de Adultério, o livro número 27 de Paulo Coelho que chegou às lojas nesta semana.

Pois é, Linda, a protagonista e narradora, é esse nojo mesmo. Tem marido rico (ainda por cima bonito!), dois filhos, é jornalista de uma empresona, tudo isso na perfeita Genebra. 

Mas vocês pensam que ela é feliz? Não... Desde que entrevistou um escritor-aventureiro (seria ele o próprio Paulo Coelho?), percebeu que falta à sua vida "something else" (como diria Caio Fernando Abreu).

Os primeiros capítulos do livro são puro melodrama de uma mulher em crise de meia-idade (apesar de ter apenas 30 anos). Até que... Linda reencontra um antigo namorado e, em poucas linhas (poucas mesmo), ela pula a cerca e tudo muda.

Bom, a amostra do livro que baixei no Kindle foi até aí. Li em resenha do UOL  que, a partir desse trecho, Paulo Coelho começa a "flertar com o com o erotismo soft de 50 Tons de Cinza" (embora eu ache que o texto do portal já comece predisposto a criticar o lançamento).

Enfim, ficou curioso? Adultério está à venda por uma média de 15 a 25 reais. A versão Kindle custa R$ 14,24.

---

paulo-coelho.jpg

Aproveito este post para discutir, o que vocês acham do Paulo Coelho? Existe uma má vontade generalizada do meio literato com relação ao escritor. Mas, afinal, por que ele é tão odiado, mas, ao mesmo tempo, tão lido? O Alquimista, por exemplo, é a quinta obra mais consumida dos últimos cinquenta anos.

O primeiro e único livro que li do autor foi O Diário de Um Mago, mas eu tinha uns 11 anos, e nem consigo julgar direito, apesar de me lembrar bem do enredo (veja mais aqui ). O que parou de me interessar no autor são os temas místicos. O papo pobre-menina-rica de Adultério também não me atrai. Mas sou totalmente contra essa história de que por que é best-seller o livro é ruim. Enfim, um dia lerei algo dele novamente para tirar as minhas conclusões.

Livros relacionados

O Mago
Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei

Posts relacionados

O Alquimista completa sete anos na lista dos livros mais vendidos do The New York Times

Siga o Shereland

Comentários

Deixe um comentário

http://

1 comentário

Rafael 19 de abril de 2014 às 02:49

Vim com esse preconceito do pessoal falar bastante mal dele. <br />Mas precisaria ler algo dele pra saber se concordo ou não com esse preconceito...