A gente lê: Mary Poppins

A gente lê: Mary Poppins

mary-poppins.jpgJamais pensei em ler Mary Poppins - sequer assisti ao filme -, no entanto a edição em português lançada este ano pela Cosac Naify me deixou obsessiva.

Pois é, a editora que faz os livros mais lindos atualmente no Brasil convocou o super Ronaldo Fraga para fazer a ilustração, porque a Cosac vê em Mary Poppins muita referência à moda. 

O estilista mineiro por sua vez pediu que bordadeiras de Itabira costurassem por cima de seus desenhos deixando as linhas soltas. O trabalho foi então fotografado e só aí impresso.

O resultado é de enlouquecer:

mary-poppins-bert.jpg

poppins-goodbye.jpg

Há ainda uma edição limitada cuja capa imita uma bolsa, tem alça e tudo. Mas aí já achei que era demasiado consumismo. Apesar de linda, custa quase cinquentinha a mais.

Babação de ovo à parte, vamos falar do livro?

Mary Poppins foi escrito em 1934 pela australiana radicada na Inglaterra P.L. Travers. 

No número 17 da Cherry Tree Lane, vivem os Banks com seus quatro filhos. Um dia, uma babá chega para botar ordem na bagunça trazendo consigo uma mala onde cabe tudo e mais muita fantasia. Ela fala com pássaros, é carregada pelo vento, tem um tio que ri tanto que flutua e ainda é prima de uma cobra.

Mas, curiosamente, Poppins é extremamente emburrada e rigorosa, sempre negando às crianças que a magia acontece. Tipo dá a volta ao mundo com os pequenos por intermédio de uma bússula encantada, mas diz que tudo não passou de um sonho segundos depois.

mary-poppins-contracapa.jpg

Os capítulos podem ser lidos de maneira independente e, admitirei, fiquei triste com a chegada do último (ou do vento oeste, se é que me entendem ;] ).

Existem mais cinco volumes lançados entre a década de 30 e 80 que continuam a história. Li ainda que a autora tinha a intenção de escrever o derradeiro Mary Poppins Goodbye, mas os leitores a convenceram a deixar a personagem viver para sempre.

A obra faz parte da Era de Ouro da literatura infantil inglesa, época em que surgiram outros sucessos como Alice No País das Maravilhas (falamos sobre aqui ) e Peter Pan. Em 1964, virou um filme da Disney que tentarei ver para fazer um post comparativo aqui no Shere.

Leia mais sobre Mary Poppins:
'Obrigado pelos peixes'. Douglas Adams teria homenageado Mary Poppins? 

Livros relacionados

Mary Poppins

Posts relacionados

Melhores frases de Mary Poppins, de P. L. Travers
Disney anuncia continuação de Mary Poppins
Processo de produção dos lindos livros da Cosac Naify

Siga o Shereland

Comentários

Deixe um comentário

http://

Nenhum comentário. Seja o primeiro!