A gente lê + Frases de Sartre em A Náusea

A gente lê + Frases de Sartre em A Náusea

A Náusea, de 1938, não foi o primeiro romance escrito por Jean-Paul Sartre, mas foi o que lhe trouxe o reconhecimento (está na lista dos 100 maiores clássicos da literatura mundial segunda a Bravo). 

O livro é estruturado como se fosse o diário de um historiador chamado Antoine Roquentin que, ao tentar lançar uma pedra num certo dia, começou a sentir algo estranho, parecido com uma náusea. A partir daí, o jovem começa a relatar seus dias para tentar entender como e quando aquela sensação - que acho que  poderia ser diagnosticada como uma espécie de síndrome do pânico nos dias de hoje - acontece.

No desenrolar da história, Antoine vai desenvolver a base do existencialismo, corrente filosófica que ainda nos rege (mesmo sem que a gente saiba) e que não vou tentar explicar aqui para não pagar mico. Lendo assim você pode estar imaginando um livro pesado e técnico de um autor/ filósofo que ganhou (e recusou) o Prêmio Nobel de Literatura 1964, mas não... Existe uma sequência narrativa que nos embala graças à esposa de Sartre, Simone de Beavoir. Dizem que ela leu as incontáveis versões que o escritor fez da obra e sempre pedia a ele que deixasse o texto mais romanceado.

Agora, divirtam-se com as frases que separei durante minha leitura:

"é preciso não colocar estranheza onde mão existe nada."

"o que se pode temer num mundo tão regular?"

"Vejo o futuro. Está ali, pousado na rua, um nadinha mais pálido do que o presente. Que necessidade tem de se realizar?"

"Sou repelido para o presente, abandonado nele. Tento em vão ir ter com o passado: não posso fugir de mim mesmo."

"para que o mais banal dos acontecimentos se torne uma aventura, é preciso e basta que nos ponhamos a narrá-lo. É isso que ilude as pessoas: um homem é sempre um narrador de histórias, vive rodeado por suas histórias e pelas histórias dos outros, vê tudo o que lhe acontece através delas; e procura viver sua vida como se a narrasse."

"Agora eu sabia: as coisas são inteiramente o que parecem... e por trás delas... não existe nada."

"o mundo das explicações e das razões não é o da existência."

"Todo ente nasce sem razão, se prolonga por fraqueza e morre por acaso."

"O que seria tolo era ser o tempo todo estoico: ficaríamos esgotados por nada."

"aprendi que se perde sempre. Só os Salafrários pensam que ganham."
 

Livros relacionados

A Náusea

Posts relacionados

100 livros mais importantes da literatura mundial, segundo a Revista Bravo
Todos os escritores contemplados com o Prêmio Nobel de Literatura
11 frases e/ou citações de Albert Camus em A Queda

Siga o Shereland

Comentários

Deixe um comentário

http://

Nenhum comentário. Seja o primeiro!